Accueil Non classifié(e) Les cuistots migrateurs lançam o seu primeiro livro!

Les cuistots migrateurs lançam o seu primeiro livro!

Catégorie : Non classifié(e)
Les Cuistots Migrateurs, de que vos falei no blog, como um dos seus chefes, Faeeq, veio ensinar-me a sua deliciosa receita de Keshke (receita AQUI!), estão a publicar um livro em Setembro para partilhar as histórias e receitas dos seus chefes de cozinha refugiados. É portanto mais do que um livro de receitas, é também um livro de descobertas e aventuras humanas. Estou realmente mais do que feliz por eles e mal posso esperar para folheá-lo.
Boas notícias, lançaram uma campanha de pré-encomenda em ULULE (link AQUI)
Uma forma de os apoiar e de dar visibilidade a este belo projecto. Entre as recompensas, o livro, claro, mas também uma festa de autógrafos com uma refeição para descobrir as receitas dos cozinheiros e conhecê-los!
Dentro das 256 páginas, encontrará :
Cerca de sessenta receitas saborosas e doces, bem como bebidas: Sholeh Zard do Irão, Masu Ko Jhol do Nepal, Foul Medames da Síria, Doro Wat da Etiópia ou Hingalsh da Chechénia…
Os retratos de 5 líderes refugiados, os primeiros a juntarem-se à aventura: Rashid (Irão), Sarah (Etiópia), Faaeq (Síria), Fariza (Chechénia) e Bishnu (Nepal)
Informação sobre cada país, as especificidades de cada cozinha e os ingredientes típicos das culturas dos chefes de cozinha. As receitas são magnificamente ilustradas pelo fotógrafo Guillaume Czerw, que trabalha com Cyril Lignac e o pasteleiro Christophe Adam.
 Convido-o a ler mais abaixo (em “leia mais”) e especialmente a pré-encomendar a sua cópia no website ULULE

Cover.gif

Les Cuistots Migrateurs é a primeira empresa de catering do mundo a empregar cozinheiros refugiados. Desde Novembro de 2018, têm também um restaurante em Paris (buffet de mezze, grelhados e brunch aos domingos) que convido vivamente a descobrir no 128, Avenue de Saint-Ouen (em Paris!).
 

Os seus cozinheiros vêm da Síria / Irão / Nepal / Etiópia / Chechénia / Afeganistão / Senegal ou Bangladesh e fazem as receitas do seu país para o fazer descobrir sabores novos e realmente autênticos.
 

Actualmente, Les Cuistots Migrateurs tem cerca de vinte pessoas, metade das quais são chefes refugiados, todos empregados com contratos permanentes e supervisionados e formados por um chef profissional.

 

Um projecto que combina integração profissional, descoberta e partilha!
Pré-encomenda o seu livro AQUI

Laisser un commentaire